Pesquisar

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Wallpaper Ricardo Quaresma


Wallpaper realizado por Isaías Gomes

sábado, 25 de janeiro de 2014

Porto 3 Maritimo 2 - Quaresma jogou os 90 minutos


O FC Porto venceu, este sábado, o Marítimo por 3-2, em jogo da terceira jornada da terceira fase da Taça da Liga, que se disputou no Estádio do Dragão, apurando-se para a fase seguinte da prova numa partida imprópria para cardíacos. O golo da vitória portista surgiu em tempo de descontos na conversão de uma grande penalidade apontada por Josué. FC Porto e Sporting terminam a fase de grupos com os mesmos sete pontos, mas os azuis e brancos conseguiram vantagem nos golos marcados. O FC Porto vai defrontar o Benfica nas meias-finais da Taça da Liga, que se disputará no Estádio do Dragão.

Porto vs Maritimo - Quaresma Titular

  


quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Compilação do 1º jogo oficial de Quaresma pelo Barcelona

Encontrei esta relíquia:



Relembro alguns dos primeiros passados momentos passados em Barcelona:


segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

domingo, 19 de janeiro de 2014

Porto vence Setubal 3-0 - Quaresma titular


O Porto ganhou 3-0 o Vitória de Setúbal. Quaresma foi titular, tendo sido substituído por Kelvin aos 64 minutos.

Declarações de Quaresma:

Ricardo Quaresma começou por destacar a "atitude" da equipa que quis entrar no jogo para o resolver o mais rápido possível, algo que acabou por ser decisivo já 2-0 chegou com naturalidade.
"Tivemos muita atitude, vontade de querer resolver o jogo rápido. Teremos de continuar assim se queremos ser campeões", realçou em entrevista rápida à Sport TV, ressalvando-se que o melhor Quaresma está quase a chegar...
"De dia para dia sinto-me melhor. Sinto que estou a chegar ao meu nível fisicamente. Sinto que cada vez posso ajudar mais o meu clube e a minha equipa", aferiu.
O internacional português não quer saber de outras opiniões a não serem as do treinador e colegas, e deixou isso bem vincado.

"Eu sempre trabalhei para ajudar o meu clube. O que dizem ou o que deixam de dizer passa-me ao lado. Interessa-me o que diz o meu treinador e o que a minha equipa exige de mim. É o mais importante e eles sabem que podem contar comigo para tudo, para os bons e maus momentos", disse, acrescentando após que quer continuar a "evoluir" como jogador: "Mudou muita coisa [desde que deixei o FC Porto]. Todos os dias aprendemos, eu gosto de aprender. Tenho muito para aprender e para evoluir."

Paulo Fonseca:

«O regresso de Quaresma tem sido positivo, ele tem demonstrado alguma coisa do seu valor. Mas ainda não está no seu melhor, pode render ainda mais»

«Não digo que Quaresma e Varela sejam sempre os dois extremos titulares. Isso seria injusto para outros jogadores que têm trabalhado muito. Há muita qualidade e a concorrência é grande para esse setor. O que vimos neste jogo em relação aos extremos foi exemplar»

Porto-Setubal - Quaresma espreita lugar no onze

Hoje o Porto recebe o V. Setúbal, jogo a contar para a 16ª jornada do campeonato português. O jogo realiza-se no estádio do Dragão às 19:15 (hora portuguesa). Paulo Fonseca não divulgou se Quaresma iria ser titular.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Quaresma marca de Cabeça ao Penafiel

Acho que é a primeira vez que marca de cabeça num jogo oficial!

 


Na partida marcada pelo retorno de Ricardo Quaresma ao Estádio do Dragão, o FC Porto venceu confortavelmente o Penafiel e ultrapassa o Sporting, ocupando a liderança do Grupo B da Taça da Liga.

Numa partida que ficou marcada por ter sido interrompida devido às condições meteorológicas, FC Porto começou o jogo controlando as operações, mas o Penafiel não se limitou a defender, tentando defender alto e a lançar bolas diretas nas costas da defesa portista.
Sempre com mais posse de bola, os dragões chegariam ao intervalo a vencer, por 1-0. com um grande golo de cabeça, aos 11 minutos, de Ricardo Quaresma, que foi muito aplaudido durante o período que esteve em campo.

Até ao final do primeiro tempo, os penafidelenses tiveram algumas ocasiões de perigo, mas o 2-0 esteve sempre mais perto do que o empate.
Na segunda parte a partida foi interrompida logo aos 7 minutos, quando a chuva intensa alagou o campo e o vento fez com que alguns painéis publicitários voassem para dentro de campo. As três equipas recolheram ao balneário e o jogo esteve interrompido durante largos minutos, até ser retornado. Quaresma viu cartão amarelo aos 49 minutos e foi substituído aos 58, para o seu lugar entrou Varela.
O FC Porto precisava de vencer, por 4-0, para alcançar a liderança do Grupo B, e alcançou esse resultado durante a segunda metade da partida, apesar de o Penafiel ter causado alguns calafrios a Fabiano

Quaresma elogiado pelo treinador do Porto

Paulo Fonseca  «Em relação a Quaresma, Fonseca mostrou-se agradado: "Gostei, face aquilo que tem de trabalho realizado. Tem muito que evoluir, pode render muito mais. Agora, naturalmente que gostei. Era importante dar-lhe mais tempo de jogo. Na segunda parte decidimos não arriscar... Mas tanto ele, como todos, apresentaram uma boa postura em campo. Boa resposta à condição do terreno, valeu pela determinação". »

Porto-Penafiel - Quaresma provavelmente titular

Porto defronta hoje às 18:30 (transmissão na TVI24) o Penafiel, jogo a contar para a 2ª jornada da Taça da Liga. Quaresma é dado pela imprensa como titular, poderá fazer assim a estreia no onze portista.
Já lá vão mais de cinco anos e meio desde que Ricardo Quaresma jogou pela última vez com a camisola do FC Porto no Estádio do Dragão, e aquilo que se viu no treino do dia 1 deste mês foi uma pequena amostra do sentimento que os adeptos azuis e brancos ainda nutrem pelo extremo. Todos têm a consciência de que o Mustang procura a condição física ideal para se impor, e ninguém duvida de que um Quaresma ao seu melhor nível tem todas as condições para voltar a desequilibrar.
É com esse espírito que os adeptos, provavelmente em pouco número, vão marcar presença, nesta tarde, no Dragão, para assistirem ao regresso do camisola 7, em competição, à casa onde foi feliz durante quatro épocas. Esta é a melhor forma que Paulo Fonseca tem para combater a depressão provocadas pela derrota e pela exibição negativa da equipa no clássico da Luz. Quaresma não irá carregar com tudo às costas, mas procurará fazer a diferença com a sua magia.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Compilações - Quaresma vs Benfica

5 compilações do jogo de Quaresma contra o Benfica:










segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Quaresma vs Benfica - Exibição Analisada ao Pormenor


Domingo de Clássico, dia de estreia de Ricardo Quaresma no segundo ciclo de dragão ao peito. Foram 34 minutos e já com muito para contar. Ainda sem capacidade física para fazer a diferença, é verdade, mas com apontamentos de excelente qualidade técnica e um momento de grande importância e polémica na definição do Benfica-FC Porto.
Comecemos por aí. Minuto 74: Quaresma conduz a bola até à área, sobre a direita, cai e pede falta. O árbitro nada assinala, mas faz mal. Há penálti claro de Garay sobre o Mustang.
Antes e depois, apesar de muito interventivo, Quaresma não foi capaz de carregar o FC Porto às costas. Mais vítima do que réu, sim, pois os dragões perderam pelo caminho Danilo, devido a expulsão.
Paulo Fonseca mandou Quaresma aquecer logo no início da segunda parte e lançou-o aos 56 minutos. Saiu Licá. Na primeira ação, vê logo um cartão amarelo. A entrada deslizantes não acerta em Matic, mas obriga o sérvio a saltar para evitar o choque. Ainda assim, um exagero do árbitro.
No minuto seguinte, um excelente apontamento. Com um passe de trivela, à sua maneira, consegue isolar Jackson Martinez. O árbitro, novamente mal, interrompe para assinalar uma falta posterior de Enzo Pérez. Amarelo para o argentino.

Fonseca pede para Quaresma ficar sobre a direita, passando Silvestre Varela para a esquerda. É por esse flanco que faz as quatro ações seguintes. Minuto 63, dribla para o meio e permite o roubo de Siqueira; minuto 65, lança Jackson em velocidade e Jan Oblak antecipa-se ao colombiano; minuto 66, segura a bola e ganha um lançamento lateral; poucos segundos depois, pede falta à entrada da área e Soares Dias nada considera.
O FC Porto procurava reduzir a diferença no marcador, sem criar grandes problemas a Oblak. Antes de ter sido derrubado por Garay dentro da área, conforme apontámos no primeiro parágrafo, Quaresma tem mais três ações pouco influentes.
Primeiro faz uma boa receção na linha, antes de permitir o corte de Rodrigo; logo a seguir atrasa, com um passe rasteiro, para Otamendi e, finalmente, parece isolar-se, mas vê Garay a fazer o carrinho e a ainda ganhar o lançamento lateral.
Com a expulsão de Danilo, Quaresma passa da direita para a esquerda. Varela passa a fazer todo o flanco direito.
Até ao fim, a bola chega-lhe muitas vezes aos pés e Quaresma desaproveita a esmagadora maioria dos lances. Começa por perder um duelo com Maxi Pereira e faz falta; aos 80, arranca em velocidade e perde para Markovic. O Mustang não mostra intensidade no pique.
O erro atenua o entusiasmo e Quaresma deixa de arriscar. Aos 81 faz uma tabela boa com Alex Sandro, aos 84 entrega de primeira para Carlos Eduardo e aos 85 cruza para Luisão afastar de cabeça.
Mais dois momentos antes do fim. Embrulha-se com Markovic, mas resiste e evita o segundo cartão amarelo; mata a bola no peito, com carinho, e toca para Alex Sandro.
Apito final. Ricardo Quaresma será sempre uma mais-valia, assim queira. Na Luz mostrou não ter ainda explosão para ganhar duelos individuais; a refinada qualidade técnica ajuda a disfarçar limitações noutros capítulos.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Porto perde 2-0 com Benfica - Quaresma Suplente Utilizado

Na 15ª e última jornada da primeira volta do campeonato português o Porto foi à luz perder com o Benfica por 2-0. Quaresma entrou aos 54 minutos para o lugar de Licá, nessa altura os dragões já estavam a perder por 2-0. Aos 58 minutos levou cartão amarelo após entrada sobre Matic.

Classificação Final Primeira Volta:

O Porto está neste momento em 3º lugar a dois pontos do Sporting e a três do Benfica:



Critica do jogo:

«Logo na primeira jornada da I Liga em 2014 houve 'clássico' na Luz, no qual havia liderança à vista para as duas equipas. O Benfica ganhou ao FC Porto por 2-0, neste domingo, e ocupa o primeiro lugar no campeonato, isolado. Ainda com o falecimento de Eusébio na memória recente, o Benfica apresentou-se com 11 "Eusébios": todos os jogadores da equipa da casa apresentaram-se com o nome Eusébio nas costas.
Agitação não faltou nos primeiros minutos. A bola rondava mais a área de Helton, demonstrando um Benfica com intenção de marcar cedo - e o guarda-redes portista quase ajudava, num passe errado que Rodrigo não aproveitou; mas também Jackson esteve muito perto de encostar, no outro lado. 12 minutos, 1-0: Marković acelerou pelo meio, isolou Rodrigo numa bela assistência e o avançado disparou para o golo inaugural.
E a agitação junto das balizas ficou-se por aí, na maioria da primeira parte. Houve ainda um lance dividido entre Gaitán e Helton, do qual o brasileiro saiu melhor, mas não voltaram a surgir situações de golo até ao período de compensação. O Benfica controlava o encontro, parecia mais tranquilo e ao FC Porto faltavam ideias e argumentos para criar espaços e incomodar Oblak; só nos descontos, mais uma vez por Jackson, os visitantes quase empatavam, numa falha incrível do colombiano, já dentro da pequena área. E assim um conjunto lisboeta eficaz, logo na fase inicial, chegou ao intervalo em gestão. E em vantagem.
Penálti por marcar, golo e expulsão - No início do segundo tempo voltaram a surgir motivos para animar os adeptos. Primeiro os do FC Porto, que viram Oblak segurar um livre perigoso de Carlos Eduardo; logo a seguir Marković obrigou Helton a bela defesa. E dois minutos depois deveria ter sido grande penalidade para o Benfica, por mão de Mangala na bola - Artur Soares Dias, mesmo em frente ao francês e a poucos metros de distância, nada assinalou. Mesmo assim os jogadores do Benfica pouco se incomodaram já que, na sequência do lance, o pontapé de canto terminou com cabeceamento de Garay, que apontou o 2-0.
Estava "quente" o jogo, após o intervalo. Jackson atingiu Maxi no peito, com a mão, viu o cartão amarelo quando se pedia vermelho do lado encarnado. Artur Soares Dias, que passou a ser o protagonista nesta fase, errou novamente na jogada seguinte, ao assinalar falta sobre o regressado Quaresma quando o FC Porto continuou com a bola e seguia para oportunidade de golo. Depois surgiram queixas quando Jackson atingiu Oblak, pedindo-se novo amarelo. Muita discussão, jogadores exaltados como é habitual nestes duelos. Enquanto a qualidade não abundava.
Assim continuou até ao final. Num jogo longe de ser de alto nível, o FC Porto manteve-se longe da baliza contrária e ainda ficou reduzido a 10 jogadores - nova decisão polémica de Soares Dias, a um quarto de hora do final, quando Danilo deixou-se cair após encosto de Garay, viu o cartão amarelo pela segunda vez e foi expulso. O Benfica não foi propriamente o melhor da época, mas atacou mais, foi eficaz o suficiente e controlou quando teve de controlar. Resultado justo e liderança para a turma de Jorge Jesus, com mais dois pontos do que o Sporting e mais um do que o FC Porto, que agora é terceiro classificado.
Como nota final, Soares Dias ainda fez questão de voltar a ser protagonista com uma decisão de bola ao ar que poucos entenderam (ou ninguém entendeu), num lance dividido entre Mangala e Enzo.
Equipas iniciais
Benfica:
Oblak
Maxi, Garay (Jardel), Luisão, Siqueira
Marković, Matić, Enzo, Gaitán
Rodrigo (Ruben Amorim), Lima
FC Porto:
Helton
Danilo, Otamendi, Mangala, Alex Sandro
Fernando, Lucho (Josué), Carlos Eduardo
Varela, Jackson, Licá (Quaresma)
Golos: Rodrigo (12'), Garay (52')»

sábado, 11 de janeiro de 2014

Quaresma convocado para o jogo com o Benfica mas começa no banco - Diz treinador Paulo Fonseca

Benfica-Porto jogam às 16:00 de domingo, dia 12 de Janeiro.
Ricardo Quaresma vai começar o jogo contra o Benfica no banco de suplentes. Paulo Fonseca anunciou-o na conferência de imprensa deste sábado. 
«Ele está convocado e cada vez mais preparado para dar o seu contributo à equipa. Acreditamos que pode ser importante. Vamos ver o que vai surgir no jogo para perceber se o vamos utilizar», explicou Fonseca aos jornalistas. Fonseca confirmou a colocação do Mustang e referiu que a opção «não é novidade», pois «com o tempo de treino que ele tem» os níveis físicos ainda não chegam para entrar de início.
 


quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Quaresma já tem situação regularizada e pode defrontar o Benfica


Melhores momentos de Quaresma frente ao Benfica

Ricardo Quaresma já tem a sua inscrição regularizada e pode ser uma arma do FC Porto no clássico frente ao Benfica. As memórias de instantes de magia nos confrontos com a formação encarnada devem influenciar os responsáveis portistas.
Após largos meses sem competir, Paulo Fonseca saberá que Quaresma não reúne as condições físicas necessárias para entrar de imediato no onze. De qualquer forma, o regresso do Harry Potter entusiasmou os adeptos e afigura-se como provável a sua presença no banco de suplentes do Estádio da Luz.
Num clássico que pode ser decidido em detalhes, os dragões terão sempre em conta a arte de Ricardo Quaresma. Ele que já decidiu um Benfica-Porto na Luz, por exemplo.
Entre 2004 e 2008, o Cigano defrontou os encarnados por nove vezes e marcou três golos, todos eles com influência considerável no resultado final.

A estreia frente ao Benfica com um golo

Contratado ao Barcelona, Ricardo Quaresma fez a sua estreia pelo FC Porto na Supertaça de Portugal. A 20 de agosto de 2004, o Estádio Cidade de Coimbra, os adeptos começaram a perceber o que poderiam esperar do internacional português.
Por conta própria, como habitual, o extremo garantiu o troféu frente ao Benfica. Ao minuto 55, num jogo sem grande nota artística – como diria Jorge Jesus -, Quaresma recebeu a bola na área e assumiu o risco. Apresentou a sua finta em forma de toque de calcanhar, resistiu à derradeira tentativa de Argel e decidiu o encontro (1-0).
Victor Fernández conquistou o primeiro de dois títulos (seguiu-se a Taça Intercontinental). Pelo meio, o FC Porto até garantiu um triunfo no Estádio da Luz, com um golo de Benni McCarthy, mas o Benfica de Giovanni Trapattoni sorriu no final. Empatou no Dragão e acabou por vencer o campeonato nacional.
A 28 de outubro de 2006, Estádio do Dragão. O clássico arranca da melhor forma para o FC Porto, com dois golos nos primeiros 21 minutos. Lisandro López faz o primeiro, Quaresma dilata a vantagem com um lance repleto de inspiração.
Um domínio no lado esquerdo do ataque e o duelo com Nélson. O extremo do FC Porto simula e vai puxando a bola para a linha de fundo. De repente, finta para dentro e remata em arco. Quim segue a trajetória sem esboçar a defesa. A bola bate no poste e entra.
Seguiu-se o polémico lance entre Katsouranis e Anderson. Na segunda parte, a recuperação encarnada. De 2-0 para 2-2. Valeu Bruno Moraes ao clube portista, garantindo um triunfo com importância para as contas finais do campeonato.

Trivela em exposição no Estádio da Luz

O terceiro golo de Quaresma ao Benfica, com a camisola do FC Porto, será certamente o mais recordado nos próximos dias. A 1 de dezembro de 2007, em pleno Estádio da Luz, o extremo apresenta a sua trivela.
Mais um lance onde o talento individual fez estragos. Perda de bola a meio-campo, passe rápido de Lucho González e Ricardo Quaresma a fazer o resto. A progressão de terreno pelo flanco direito, a finta decidida sobre David Luiz e a finalização de trivela, uma imagem de marca.
O FC Porto vence pela margem mínima e caminha para a vantagem folgada no final do campeonato. No verão, o Inter recruta o Harry Potter, deixando alguns adeptos, aqueles que o tinham assobiado em diversos momentos, relativamente satisfeitos.

sábado, 4 de janeiro de 2014

Quaresma convocado...desconvocado



Convocado

Dois dias depois de ter cumprido o primeiro treino neste regresso ao FC Porto, Ricardo Quaresma ficou a saber que estará na lista de convocados para o encontro de hoje frente ao Atlético, a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal. A confirmação foi dada pelo treinador do FC Porto.

Desconvocado

A estreia de Ricardo Quaresma com a camisola do FC Porto, neste regresso do extremo ao clube em que foi feliz, teve que ser adiada. Tudo porque o indispensável certificado internacional ainda não chegou, impedindo a inscrição do atleta.
 
Número 7

Ricardo Quaresma vai vestir a camisola número 7 do FC Porto, confirmou o clube portista no seu sítio oficial, no qual já incluiu o nome do extremo de 30 anos no plantel principal.



Quaresma perde 7 Kgs

Ricardo Quaresma perdeu sete quilos em 26 dias. Quando regressou a Portugal para ultimar as negociações com o FC Porto (5 de dezembro de 2013), o ‘Mustang' pesava 77 quilos e agora pesa pouco mais de 70. Mesmo assim, ainda tem três quilos a mais em relação ao seu peso ideal (67 kg) O jogador, de 30 anos, passou 26 dias a trabalhar intensamente com um fisioterapeuta dos portistas antes de participar no primeiro treino (quarta-feira), no Dragão, perante cerca de dez mil pessoas nas bancadas e com Pinto da Costa e a mulher, Fernanda Miranda, num dos camarotes do recinto.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Primeiros Videos de Quaresma no Regresso ao Porto

Primeiras Declarações de Quaresma:



Primeiro Treino de Quaresma:




quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Quaresma realiza primeiro treino no Porto

O primeiro treino do ano teve porta aberta e cerca de dez mil adeptos nas bancadas do Estádio do Dragão para receber Ricardo Quaresma, a cara nova para 2014. O regresso do extremo foi saudado pelos seguidores do clube azul e branco.
O internacional português entrou no relvado ao lado de Silvestre Varela, poucos minutos depois das 15 horas. Antes da sessão, os capitães Helton e Lucho falaram ao Porto Canal e desejaram que Quaresma possa ser tão importante como na primeira passagem pelo clube.
Ricardo Quaresma, de qualquer forma, concentrava atenções. Pinto da Costa marcou presença e explicou a chegada do extremo:« Veio porque o treinador entendeu que necessitava de mais um extremo e a sua prioridade recaiu no Ricardo Quaresma. Não foi fácil. Ele já fez exames médicos e tem treinado porque passou por uma longa paragem. Vai ter dificuldades iniciais, mas já estão a ser minoradas pelo que tem trabalhado».
O internacional português apresentou-se com o peso ideal, faltando o necessário ritmo competitivo. Durante a sessão, deu nas vistas com os habituais toques de habilidade, provando que quem sabe não esquece. Ainda assim, Alex Sandro foi o seu marcador direto e não lhe deu grandes espaços. Um duelo interessante.

«Desejo voltar a ser feliz»

Depois do indispensável aquecimento, o treinador do FC Porto promoveu um exercício de circulação de bola, seguido pela tradicional peladinha. Durante a mesma, Paulo Fonseca chegou a dialogar com Ricardo Quaresma, puxando pelo extremo. Algo que continuará a fazer daqui para a frente.

«Estou muito satisfeito com a chegada do Ricardo. Noto grande entusiasmo e motivação da parte dele. Espero que possa evoluir, já que esteve parado, para poder dar contributo à equipa. O Ricardo tem capacidade para mexer com os adeptos, espero que nos jogos também os possa entusiasmar com grandes prestações, golos e ajuda à equipa», disse o técnico ao Porto Canal.

Quaresma sente-se feliz pelo regresso ao Dragão: «Estou feliz por regressar a casa. Desde que falei com o presidente que recuperei a alegria. Estando feliz, não tenho receio de nada.»