Pesquisar

quarta-feira, 29 de março de 2017

Jogo Amigável - Portugal 2 Suécia 3 - Quaresma suplente utilizado




Balde de água gelada no 'caldeirão' dos Barreiros. Portugal foi derrotado pela Suécia por 3-2, em jogo de caráter particular disputado no Estádio do Marítimo. Houve, no entanto, espaço para um golo do ‘seu menino’ Cristiano Ronaldo, que cumpriu o primeiro jogo na terra natal com a camisola das quinas. O capitão da equipa das quinas inaugurou o marcador aos 18 minutos e um auto-golo de Granqvist deu o 2-0 à formação lusa. Claesson acabou por estragar a festa com dois golos na segunda parte e Cancelo, já no último suspiro, marcou na própria baliza.
Com um onze quase virado do avesso por Fernando Santos, o madeirense foi mesmo o único resistente em relação à equipa inicial escalada para o jogo com a Hungria, no último sábado, com destaque para a estreia de Marafona na equipa principal.
Os campeões europeus em título entraram determinados em dar aos madeirenses um triunfo folgado, até porque a formação das quinas registava apenas uma vitória caseira em 18 jogos disputados com os nórdicos. Renato Sanches deixou o primeiro aviso (6’) com um remate de fora da área, mas a Suécia não se fez rogada e foi respondendo através das investidas de Claesson.
Aos 18 minutos, Ronaldo inaugurou o marcador, levando os cerca de 17 mil adeptos presentes no Estádio do Marítimo ao rubro: excelente assistência de Gelson Martins, de trivela, com o jogador do Real Madrid, a desviar para o fundo das redes. O bom filho a casa tornou e trouxe consigo um presente: estava feito o 1-0.
Apenas três minutos depois, Claesson voltou a falhar o alvo por pouco, com um remate forte a passar por cima da barra da baliza de Marafona. Estava ao rubro o jogo no 'caldeirão', com os adeptos a clamarem por mais golos de CR7.
Não marcou CR7, mas marcou Granqvist na própria baliza, ao minuto 34: Gelson tentou servir Bernardo Silva, mas o capitão dos nórdicos, que tentava o corte, acabou por trair Johnsson.
As mudanças continuaram ao intervalo, com Eliseu, Danilo, Bernardo Silva e João Moutinho a darem lugar a Éder, Pizzi, William Carvalho e Nelson Semedo. Ao minuto 51, Ronaldo esteve muito perto de bisar, na marcação de um livre direto, mas a bola saiu por cima da baliza adversária. Nesta altura já o jogo havia perdido alguma intensidade, algo que a Suécia soube aproveitar da melhor forma. Claesson provou o porquê de ser um dos melhores em campo e ao minute 57 fez o 2-1 para os nórdicos, aproveitanto uma defesa incompleta de Marafona.
Logo a seguir, Fernando Santos fez entrar Ricardo Quaresma para o lugar de Ronaldo, que recebeu enorme ovação no momento em que deixou o relvado. E ao minuto 74, balde de águia fria no caldeirão, com Claesson, uma vez mais, a fazer das suas. Canto rasteiro batido do lado direito, com o extremo a ganhar a Nélson Semedo ao primeiro poste e a desviar para o fundo das redes.
O empate já era, por si só, um mau resultado, mas a Suécia parecia mesmo disposta a estragar a festa aos campeões europeus. Ao cair do pano, arrancada de Hult pela esquerda e na sequência do cruzamento do defesa sueco, Cancelo colocou a bola na própria baliza.

segunda-feira, 27 de março de 2017

sábado, 25 de março de 2017

Portugal vence Hungria por 3-0 - Quaresma Titular Jogando os 90 Minutos



A seleção nacional de Portugal venceu este sábado a congénere da Hungria com três golos sem resposta num jogo a contar para a qualificação do Mundial 2018 disputado no Estádio da Luz. A uma semana do 'clássico' entre Benfica e FC Porto, o avançado portista André Silva inaugurou o marcador frente ao conjunto 'magiar' e abriu caminho para uma vitória tranquila, em que Cristiano Ronaldo voltou a demonstrar porque pertence ao panteão dos 'deuses do futebol'.
Num estádio da Luz com mais de 50 mil espectadores, as expectativas nas bancadas para o onze inicial eram desde logo relacionadas com a possibilidade de Bernardo Silva voltar a pisar o relvado de uma casa que foi sua durante muitos anos. No entanto, Fernando Santos apostou num meio-campo constituído por William Carvalho, João Mário e André Gomes e deixou o médio do Mónaco no banco. No ataque, Ricardo Quaresma substituiu o lesionado Nani no apoio a André Silva e Cristiano Ronaldo, enquanto que na defesa Cédric Soares foi a aposta para o lado direito.
Já a Hungria, apresentava-se em Lisboa com uma estratégia bem definida: adiar o golo de Portugal e tentar aproveitar a verticalidade do jogo português para tentar marcar de contra-ataque.
Nos primeiros instantes de jogo, a seleção portuguesa sentiu muitas dificuldades para encontrar linhas de profundidade, e apenas através dos rasgos de Quaresma é que o esférico surgia com 'magia' junto à área da Hungria. Apesar da pressão, a formação 'magiar' não abdicou do ataque, e sempre que podia procurava soluções no lançamento de bolas longas para as costas dos defesas portugueses. E foi num momento de desiquilíbrio da equipa da Hungria que Portugal aproveitou para se adiantar no marcador. Aos 32 minutos, Raphael Guerreiro subiu com rapidez ao ataque e fez um cruzamento rasteiro para área húngara, onde surgiu André Silva ao segundo poste para inaugurar o marcador com toque de pura classe.
Em vantagem no marcador, Portugal ganhou confiança e quatro minutos depois foi Cristiano Ronaldo a deixar a sua marca no jogo com um belo remate de pé esquerdo fora da grande área. Com o 2-0, Portugal inspirou uma 'lufada' de confiança, e foi com tranquilidade que terminou a primeira parte a gerir a vantagem.
No segundo tempo, João Mário surgiu em bom plano na equipa portuguesa, com o jogador do Inter de Milão a servir de pêndulo entre a defesa e o ataque da seleção nacional. Com o ritmo controlado pelo 'maestro' João Mário, a equipa portuguesa obrigou a formação 'magiar' a recorrer às faltas para travar a 'marcha' lusitana', e foi na sequência de um pontapé livre que Cristiano Ronaldo voltaria a marcar no jogo. Com um remate bem colocado ao poste esquerdo da baliza de Péter Gulácsi, o capitão de Portugal fez o 3-0 para delírio nas bancadas.
A vencer por 3-0, a seleção portuguesa não deixou de procurar mais golos, e os incentivos nas bancadas não faltaram. No decorrer do segundo tempo, Fernando Santos ainda lançou no jogo Bernardo Silva e Pizzi, mas o marcador não voltaria a sofrer alterações.
Depois das palavras de Bernd Storck na antevisão deste jogo, em que o selecionador húngaro tinha dito que havia uma maior pressão de Portugal para justificar o título Europeu conquistado em França, a seleção nacional deu uma resposta em campo peremptória: Somos Portugal e somos Campeões da Europa!

segunda-feira, 20 de março de 2017

Besiktas empata mas segura liderança


Com Ricardo Quaresma a titular (substituído aos 58 minutos), o Besiktas não foi além de empate a zero no terreno do Antalyaspor. Ainda assim, as águias de Istambul mantêm-se na liderança, com dois pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Basaksehir, que também empatou na receção ao Karabukspor (3-3).

Saliente-se que o Besiktas terminou a partida reduzido a 10 jogadores, com Aboubakar, avançado emprestado pelo FC Porto, a receber ordem de expulsão, por acumulação de amarelos, tal como aconteceu na passada quinta-feira, diante do Olympiakos, para a Liga Europa.

Classificação:
1. Besiktas 54 pontos/24 jogos
2. Basaksehir 52/ 24
3. Galatasaray 46/ 25
4. Fenerbahçe 44/ 25
5. Trabzonspor 41/ 25

Quaresma já está se reuniu com os companheiros  da seleção, hoje esteve presente na gala "Quinas de Ouro"


Quaresma jogador da Jornada na Liga Europa


A UEFA elegeu Ricardo Quaresma como o «jogador da semana» na Liga Europa, destacando a exibição do internacional português na goleada do Besiktas ao Olympiakos (4-1), no jogo da segunda mão dos oitavos de final da competição.
Depois do empate em Atenas (1-1), a equipa de Istambul garantiu a qualificação para os quartos de final com uma vitória categórica sobre o Olympiakos, com Quaresma a destacar-se com uma assistência para um dos golos de Ryan Babel.
O Besiktas vai agora defrontar o Lyon de Anthony Lopes nos quartos de final.
Uma semana em cheio para Ricardo Quaresma que também integra a convocatória da Seleção Nacional para os próximos jogos com a Hungria e Suécia.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Beskitas vence Olympiacos por 4-1 e Qualifica-se para os Quartos-de-Final - Quaresma titular



O Besiktas de Ricardo Quaresma qualificou-se para os quartos de final da Liga Europa ao bater o Olympiakos de Diogo Figueiras e André Martins por 4-1, numa eliminatória quentinha, com Aboubakar a ser expulso por agressão ainda na primeira parte.

Depois do empate 1-1 em Atenas, a equipa turca entrou em campo determinada a resolver a contenda cedo e aos 10 minutos já estava em vantagem, com um golo construído por dois jogadores que já passaram pela liga portuguesa: Takisca cruzou e Aboubakar faturou com uma cabeçada.
A equipa de Istambul, embalada pelos seus adeptos, continuou a carregar e ampliou a vantagem, aos 22 minutos, desta vez com Ricardo Quaresma a cruzar para a finalização do holandês Ryan Babel.
A eliminatória estava bem encaminhada para a equipa turca, mas os gregos não baixaram os braços e acabaram por reduzir com um espetacular pontapé acrobático de Tarik Elyounouss, um marroquino que se naturalizou norueguês. A eliminatória voltava a ficar em aberto, até porque os gregos ficavam a apenas um golo dos «quartos» e mais em aberto ficou quando, aos 39 mminutos, Aboubakar agrediu um adversário com uma cabeçada, num lance sem bola.

O Besiktas chegava ao intervalo em vantagem, mas com menos um em campo. O jogo ficou ainda mais tenso na segunda parte, com oportunidades de parte a parte, até quinze minutos do final , altura em que Ryan Babel bisou no jogo, voltando a sossegar os adeptos turcos. Vasilis Vouzas, o treinador que sucedeu a Paulo Bento, que já tinha lançado Seba, chamou ainda André Martins para a contenda, numa altura em que os gregos tinham quinze minutos para marcar dois golos.
Se ainda havia dúvidas, o Besiktas acabou com elas a seis minutos do final, com Talisca, mais uma vez, a assistir Cenk Tosun para o 4-1. Num jogo que esteve muito tempo em aberto, a equipa turca acabou por golear e, assim, segue para os quartos de final.

Seleção - Quaresma Convocado

Fernando Santos anunciou esta quinta-feira a lista de convocados para o encontro do Grupo B da Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo de 2018 frente à Hungria, no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, a 25 de Março, e para o amigável diante da Suécia, na Madeira, três dias depois.

Convocados de Portugal
Guarda-redes
Anthony Lopes (Lyon), Marafona (Braga), Rui Patrício (Sporting).
Defesas
Bruno Alves (Cagliari), Cédric Soares (Southampton), Eliseu, (Benfica), Nélson Semedo (Benfica), João Cancelo (Valência), José Fonte (West Ham), Luís Neto (Zenit), Pepe (Real Madrid), Raphael Guerreiro (Dortmund).
Médios
André Gomes (Barcelona), Danilo Pereira (Porto), João Mário (Inter), João Moutinho (Mónaco), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern), William Carvalho (Sporting).
Avançados
André Silva (Porto), Bernardo Silva (Mónaco), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Éder (Lille), Gelson Martins (Sporting), Ricardo Quaresma (Beşiktaş).

sexta-feira, 10 de março de 2017

Liga Europa Olympiacos 1 Besiktas 1 - Quaresma titular

Os turcos do Besiktas e os gregos do Olympiacos empataram, esta quinta-feira, a um golo em jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, que se disputou no estádio Georgios Karaiskáki.
Cambiasso marcou para a equipa da casa aos 36 minutos e, no segundo tempo, o portista Aboubakar marcou aos 53’, impedindo assim a festa dos gregos em casa.
Um resultado mais favorável para os turcos que, na próxima quinta-feira, recebem o Olympiacos, que recentemente despediu o treinador português Paulo Bento.
Quaresma jogou os 90 minutos, compilação:




terça-feira, 7 de março de 2017

sábado, 4 de março de 2017

Besiktas 1 vence Rizespor por 1-0 - Quaresma titular

Titular este sábado diante do Rizespor, Ricardo Quaresma foi o primeiro jogador a ser substituído e a sua reação ao ver o seu número na placa... diz tudo. No final, o Besiktas venceria por 1-0.



Quaresma falha muito nesse aspecto, tinha que aceitar a decisão do técnico. Agora se for castigado é merecido, não percebo este tipo de atitudes, com idade que tem já devia ter a maturidade para se conter.

quarta-feira, 1 de março de 2017